Blog

ERP para hospitais: a importância dessa ferramenta de gestão

Instituições de saúde em todo o mundo encontram dificuldades em alcançar dois importantes objetivos: oferecer atendimento de qualidade aos pacientes, ao mesmo tempo em que faz reduções em gastos de maneira significativa. E é para ser capaz de alcançar ambas essas metas que esses hospitais investem cada vez mais em sistemas ERP.

No entanto, antes de entendermos a importância do ERP dentro das operações hospitalares, precisamos saber do que se trata exatamente essa ferramenta de gestão.

Ferramenta de gestão para hospitais: o que é o ERP?

ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning que, para o português, é traduzido como Planejamento de Recursos Empresariais.

Basicamente, o ERP se refere a um conjunto de sistemas de gerenciamento de negócios que tem por objetivo melhorar a eficiência operacional. Para fazer isso, a ferramenta integra dados pertencentes a diversas áreas de uma organização, tais como folha de pagamento, informações sobre pacientes, gerenciamento de materiais, aquisição e gerenciamento de suprimentos etc.

Sem o ERP, cada departamento de um hospital tem de lidar com um sistema próprio, direcionado para as tarefas específicas desse setor, mas isolado de qualquer informação proveniente de outros departamentos.

Com o ERP, em contrapartida, os departamentos continuam a ter um sistema próprio com o qual trabalhar. Porém, os diferentes sistemas podem ser facilmente acessados por meio de um aplicativo de interface única compartilhado por todos.

Consequentemente, a ferramenta cria uma forma mais eficiente de comunicação entre setores, o que também permite o compartilhamento de informações com mais facilidade. Dessa forma, elas podem ser acessadas sempre que necessário, a fim de serem aplicadas de maneira produtiva.

A importância do ERP dentro do seu hospital

Vejamos a seguir os benefícios que o ERP pode trazer em alguns dos diversos setores da sua instituição:

Melhora a qualidade do atendimento ao cliente

Um software de ERP pode proporcionar aos pacientes um acesso remoto facilitado às informações sobre os cuidados recebidos na sua instituição. Além de trazer praticidade para a rotina dessas pessoas, a ferramenta também os auxilia na tomada de decisões. Como possuem todas as informações de que precisam, se torna algo prático dar continuidade a tratamentos e a subsequentes procedimentos médicos.

Do ponto de vista do hospital, o ERP oferece acessibilidade a informações importantes sobre os clientes a partir do sistema de qualquer departamento. Isso também facilita na hora da atualização desses dados.

Graças ao fácil acesso, os médicos, por exemplo, podem consultar esses registros rapidamente. Esse profissionais valorizam muito o uso do ERP, pois a solução os ajuda a garantir que o diagnóstico seja feito de maneira precisa. Auxiliando também na decisão sobre o tratamento mais adequado a todos os pacientes, seja qual for a circunstância.

Reduz o custo operacional

O ERP resulta em eficiência e redução de custos em diversos processos, especialmente por automatizar tarefas que antes deveriam ser feitas manualmente. Veja a seguir alguns exemplos:

Finanças: o ERP dá uma visão geral e descomplicada das finanças do seu hospital. Permitindo o acesso em tempo real a dados de contabilidade, orçamento, relatórios financeiros, pagamentos, gerenciamento de pedidos, faturamento etc. A instituição pode usar esses dados – em diversos níveis de gerenciamento – para tomar as melhores decisões;

Recursos humanos: a ferramenta oferece maneiras para simplificar as tarefas de gerenciamento de funcionários, com a folha de pagamento, contratações, entre outras tarefas. Outras possibilidades importantes são o acompanhamento do desempenho dos colaboradores e a identificação de falhas de RH antes mesmo que aconteçam;

Cadeia de suprimentos: inserir e rastrear itens em estoque manualmente é um dos fatores que mais trazem problemas para instituições de saúde. Ao automatizar esse processo, o gerenciamento de estoque se torna muito mais simples e controlado. Problemas como desperdício e falta de material são evitados. Dessa forma, mantém-se o bem-estar tanto dos pacientes quanto da instituição, a qual depende dos itens armazenados para funcionar.

Oferece uma melhor inteligência empresarial

Ser bem-sucedido no mundo dos negócios implica organizar e avaliar continuamente os dados da empresa. E as soluções de ERP atendem a essa demanda. O software é capaz de medir e avaliar o desempenho operacional, fornecendo insights e dados valiosos.

Uma vez identificadas áreas que necessitam de melhorias, fica mais fácil monitorar, implementar mudanças e avaliar a eficácia das práticas em vigor. Assim, as melhores estratégias podem ser elaboradas!

Ao fim deste artigo, fica evidente que o uso do ERP aumenta a eficiência geral do hospital. E, mais do que isso, ele acaba se tornando fundamental em instituições da área da saúde. Porque, diferente de muitas outras indústrias, a ausência e imprecisão de informações, ou mesmo a dificuldade em acessá-las, pode ter uma influência bem negativa sobre a saúde de pacientes.