Blog

Controle de custos na gestão hospitalar: planejamento e execução de processos

Todo gestor sabe que o controle de custos é um grande desafio para a gestão hospitalar. E, como em qualquer outro negócio, a redução sempre é um dos principais objetivos. Em sua essência, administrar essas despesas a fim de reduzi-las envolve dois fatores: melhorar o planejamento e a execução das operações, bem como avaliar custos indiretos que acabam por ter um peso maior do que o esperado no final do mês.

Neste artigo, abordaremos como o planejamento e o modo como as operações são conduzidas podem afetar a gestão e o controle de custos dentro do seu hospital. Não deixe de conferir!

Controle orçamentário hospitalar

Antes de mais nada, para que os custos dentro da gestão hospitalar sejam propriamente controlados, é necessário estabelecer um orçamento.

Após definir um orçamento para determinado período, é necessário planejar também os próximos passos para que ele possa de fato ser colocado em prática. Esses passos incluem a demarcação de parâmetros, pontos de controle e estratégias. Dessa forma, desvios podem (e devem) ser corrigidos para que o orçamento previsto não seja prejudicado.

Além disso, é importante apontar que o orçamento compreende as necessidades e desempenho de todas as instalações e departamentos do hospital. Então, mantenha em mente que a gestão hospitalar deve sempre dar prioridade à tudo que diz respeito à experiência do paciente. Sem nunca prejudicá-la.

Integração de informações e processos

Você já parou para pensar como a integração e a troca de informações e experiências entre os departamentos podem contribuir para uma gestão hospitalar mais eficiente?

Vejamos algumas das tarefas necessárias dentro de um hospital para que possamos entender o porquê disso:

– Fazer uso correto das ferramentas de suporte e gestão;
– Manter toda a documentação de acordo com as normas estabelecidas pela lei;
– Controlar os diversos processos referentes aos pacientes do hospital;
– Manter a qualidade dos serviços prestados em todos os aspectos. No que se refere aos pacientes, à instituição e aos seus funcionários;
– Fazer o controle de suprimentos e oferecer apoio logístico aos centros operacionais.

A falta de comunicação entre as equipes é grave e prejudica o andamento de todos esses processos. Isso terá, sem dúvida, consequências sobre o resultado final do seu negócio.

O controle de custos e o investimento em tecnologia

Para que essa integração seja possível é necessário que se invista em tecnologia. Quando a tecnologia correta é contratada os processos são otimizados, os funcionários se tornam mais produtivos e o controle sobre as muitas tarefas diárias é facilitado de maneira significativa.

Como vimos, as responsabilidades de um hospital são muitas. Então, para que sua gestão funcione é necessário uma base sólida e de qualidade, que oferece o necessário para que a instituição funcione de maneira correta. Uma tarefa difícil, uma vez que se trata de um ambiente de alta complexidade e que exige uma organização minuciosa.

A modernização é, portanto, inevitável. É graças ao uso da tecnologia que é possível se obter dados a respeito dos gastos movimentados em cada setor, o desempenho das equipes, a eficiência dos processos internos, o controle de estoque etc. Todos esses dados, por sua vez, também contribuem para a tomada de decisões mais assertivas. Tanto no que se refere às estratégias quanto à avaliação da necessidade de novos investimentos.

Tendo isso em mente, comece já a modernizar e facilitar a administração do seu negócio conhecendo a ferramenta digital ideal para tornar a gestão de processos do seu hospital mais inteligente. Essa solução também gera economia e redução de demandas operacionais! Clique aqui para conhecê-la!