Blog

Big data: como ele ajuda no segmento da saúde

É inegável o quanto a tecnologia tem se tornado cada vez mais presente na vida dos indivíduos. Hoje em dia é difícil encontrar alguém, independente da faixa etária, que não seja adepto a algum equipamento tecnológico. Pensando nisso, por que não utilizarmos, então, recursos automatizados dentro do nosso ambiente de trabalho? Certamente as vantagens serão inúmeras! Principalmente no quesito praticidade. Neste blog, portanto, vamos te mostrar o quanto a aderência do Big Data voltado, especificamente, ao setor da saúde pode ser uma excelente maneira de contribuir para o melhoramento da gestão hospitalar. Confira:

O que é o Big Data e por que ele pode ser uma ferramenta importante na área da saúde?

Definição do termo:

Podemos caracterizar o Big Data como sendo um emaranhado de dados que uma instituição possui e, por meio do uso da tecnologia, realiza-se o agrupamento e organização dessas informações, a fim de serem utilizadas de maneira vantajosa para o estabelecimento. Sendo assim, a questão não é levar em consideração apenas a quantidade de informações. Mas sim quais técnicas precisarão ser feitas para usar tais dados de modo eficaz e satisfatório.

Agora, se pensamos especialmente no âmbito hospitalar, por exemplo, o Big Data pode ser de fundamental importância para trazer melhorias na gestão. Pois, a partir dele, será possível chegar a insights críticos bem mais relevantes. Ou seja, a partir de resultados precisos, oriundos da modernização de dados, haverá maior facilidade em realizar práticas mais certeiras. Isso evita a desorganização e o prejuízo dentro do setor da saúde.

Temos total convicção que, especialmente em hospitais, tudo deve fluir de forma alinhada. Uma gestão desequilibrada e em desconformidade com a realidade dos pacientes, sem dúvida, só proporcionará um trabalho desorganizado. Além de não conseguir zelar, integralmente, pela saúde e bem estar dos clientes. Por isso, investir em métodos manuais já não é a solução mais contundente. É preciso evitar, o máximo possível, as altas margens de erro. E, ao aderir a ferramentas automatizadas, tudo ficará mais prático. Tendo em vista que será o seu facilitador de tarefas!

No entanto, apesar de só trazer vantagens valiosíssimas, lamentavelmente, não há uma aderência significativa do Big Data no segmento da saúde. Para se ter uma ideia, de acordo com o relatório da McKinsey, nos últimos 20 anos, houve um aumento exorbitante em despesas hospitalares, principalmente em países como os Estados Unidos. Esse dado comprova o quanto se tornou indispensável o uso de técnicas baseados no Big Data para reverter o aumento de custos.

De maneira concisa, quais benefícios haverá no hospital com a aderência de recursos automatizados?

Ao adotar soluções digitais ao ambiente hospitalar, realizando a devida organização, processamento e visualização de dados, as vantagens atingirão tanto os pacientes como o próprio hospital, pois:

– Será mais fácil identificar as necessidades dos seus clientes. E a partir disso, ter a possibilidade de controlar melhor o estoque de produtos. Assim, você terá a certeza de que todos os medicamentos sempre estarão disponíveis, de acordo com a demanda;

– Poderá proporcionar melhor qualidade no atendimento, assim como redução de custos. Visto que a precisão de informações contribuirá para que você não adquira insumos hospitalares em excesso, ou precise realizar compras emergenciais;

– Utilizar os dados armazenados como auxiliadores para realizar melhorias no hospital de maneira promissora. Podendo ser por meio de mudanças estruturais no ambiente, assim como verificar a incidência das principais queixas dos pacientes. Para, assim, tratá-las da melhor maneira possível;

– Permitirá a eficiência na realização das atividades hospitalares. Uma vez que um tempo, que antes era utilizado para preencher planilhas e inventários de modo manual, poderá ser útil para melhorar a qualidade e resguardo aos pacientes;

– Localizar, praticamente em tempo real, problemas ou defeitos que possam vir a ocorrer dentro da gestão. Permitindo, portanto, localizar comportamentos fraudulentos antes que possam afetar o seu trabalho.

Assim sendo, podemos observar o quanto a utilização de técnicas baseadas no Big Data podem favorecer, e muito, a área da medicina de precisão. Já que, definitivamente, algumas respostas, trazidas a partir do uso automatizado, permitem gerar redução de custos e de tempo. Além de proporcionar propostas otimizadas e decisões mais convictas.

Caso queira se inteirar mais sobre uma importante plataforma que pode trazer uma organização impecável à gestão do hospital onde trabalha, basta clicar aqui. Você encontrará um software seguro e muito bem estruturado.

Lembre-se que, nos dias de hoje, a competitividade é certa! Não fique atrás da concorrência devido ao seu hospital não ser adepto a recursos tecnológicos. Inove-se! Proporcione o melhor aos seus pacientes!